• Gabrielle

VILA GALÉ MARES: Resort All Inclusive ao Norte de Salvador

Atualizado: 9 de Jul de 2018



Sempre tive vontade de conhecer o mundo, cada cantinho, cada cultura... aproveito qualquer oportunidade para viajar, pode ser para uma cidadezinha vizinha ou para o outro lado do continente. Estou sempre ligada em promoções de companhias aéreas e agências de viagem, recebo diariamente e-mails do Melhores Destinos, Viajar Barato e EGP Viagens, dentre alguns outros cuja frequência é um pouco menor. Foi em um destes e-mails que decidi conhecer um Resort no Nordeste, experiência que nunca tinha tido.


O Resort Vila Galé Mares estava com um valor promocional, incluindo aéreo e transfer por um preço bem atrativo, e como eu estava saudosa por viajar (faziam mais de 6 meses da minha última), decidi que este seria meu próximo destino.


A marca Vila Galé é de uma companhia portuguesa, que tem também vários hóteis e resorts no Brasil. O Vila Galé Mares, que é o que eu fui, fica na praia de Guarajuba, a 6o km ao Norte de Salvador e a 20 km da Praia do Forte.


O Resort é all inclusive e segue o padrão: piscinão (enormeee!!), praia em frente, bebida à vontade, comida idem, spa a parte... sol, calor, bronze, dorme, acorda, come, relaxa na piscina, nada, come, dorme, bebe, come, dorme... rsss


Aproveitamos bastante a experiência, embora ao final, tenhamos percebido sermos o tipo de casal que prefere viagens mais intensas, com passeios a novos lugares, do que ficar de boas relaxando na piscina por dias.


Na sequência deste post vou contar minhas impressões gerais sobre a viagem, o resort, o que tem para fazer, comida, etc...


* Tirei esta foto logo após uma chuva rápida e retorno do sol, a luz ficou incrível e estava se formando um arco-íris lindo. Adoro ela!



HOTEL


(*fotos da galeria acima são do site Vila Galé Mares) 

O Vila Galé Mares é super agradável, a arquitetura e paisagismo são lindos, amplos e bem confortáveis... a piscina é gigante, provavelmente uma das maiores dos resorts brasileiros. A estrutura do hotel, em geral, é bonita e mantém aquele clima cool, praiano...

As acomodações são em quartos standards, que ficam em dois prédios nas laterais do resort, além dos chalés  (normal, superior e master), que ficam espalhados pelo jardim e alguns bem próximos à praia. Achei o quarto muito confortável e limpo, só podia melhorar um pouquinho o design, para algo mais moderninho.

São 3 restaurantes, o "Tenda dos Milagres", que é o principal e maior, onde servem o buffet de café-da-manhã, almoço e janta; o Restaurante "Cravo e Canela" que fica coladinho na piscina e serve buffet de almoço mais enxuto e alguns petiscos e lanches durante o dia todo para o pessoal na piscina, e à noite oferece janta sob reserva. Há ainda, um restaurante que só abre para o jantar, com reserva, o Restaurante "Inevitável", a la carte, numa tentativa de ser um tipo de bistrot (que em nada se assemelha). Mais abaixo, em um item próprio de gastronomia, conto melhor minha percepção sobre a comida.

São 2 bares, o "Bar Molhado", que fica dentro da piscina e, o "Bar Jubiabar", que fica em frente à recepção. Achei ambos os bares bem concorridos e cheios, sempre tinha uma filinha para conseguir pedir, podiam colocar mais alguns bartenders para acelerar o atendimento. Além disso, como em qualquer all inclusive, especialmente brasileiro, sempre tem aqueles hóspedes que querem se acabar comendo e bebendo, já que é de grátis, e acabavam querendo ser servidos antes, o que tumultuava um pouquinho. No fim, me deu uma preguicinha de sentar para beber sem compromisso.

Uma coisa que amei foi que ao lado da piscina tinha um quiosque de sorvetes, eu tomava Milk Shake todo dia!! 

A praia é de mar aberto, ou seja, bastante onda e água geladinha. Caminhando uns 5 minutos para a esquerda, até tinha uma parte que a água ficava mais calminha.  Além das opções de praia, piscina, comida e bebida à vontade, o Resort oferece, ainda:

  • spa

  • lojinhas

  • espaço kids super legal, com piscininha e recreadores

  • copinha para preparar comida de bebê

  • sala de jogos

  • quadra de tênis, futebol e vôlei de praia

  • pista de cooper




GASTRONOMIA


Como comentei acima, o hotel possui 3 restaurantes, que não diferem muito um do outro. De tudo que o Vila Galé oferece, a comida é o que mais deixa a desejar, inclusive no restaurante que, em tese, seria o mais gourmet, que atende só com reservas e serve à la carte, o "Inevitável" (fotos dos pratos abaixo).


Todos os restaurantes focam mais em quantidade do que qualidade, não é uma comida saborosa, bem temperada, mas comidas básicas e em quantidade e, tenho a impressão que não tem um chef coordenando a cozinha, mas vários cozinheiros fazendo um cardápio sempre igual. Nem a sobremesa é saborosa.


A melhor refeição do dia era o café-da-manhã, do qual não tenho nenhuma crítica a fazer, tem um quiosque só de tapiocas maravilhosas e omeletes, muita variedade de sucos, inclusive suco verde e água de coco, muuuuuuuitos tipos de pães, um mais gostoso que o outro... waffle, bolinhos... nos últimos dias, aproveitávamos para comer super bem no café-da-manhã e pular o almoço, deixando para fazer só um lanche na piscina a tarde, porque não conseguíamos nem mais ver a comida do almoço.


Acho que o Vila Galé tem muito que se aproveitar além da comida, mas para quem estiver pensando em ir com foco na comida, é melhor repensar.




LAZER



Praia


O Resort fica de frente para o mar, o cenário é paradisíaco, a areia branquinha, praia quase deserta, coqueiros por toda a costa, a perder de vista, sombreiros de palha, colchões e cadeiras no gramado... super gostoso pegar um solzinho ou descansar depois do almoço em frente à praia.


O mar em frente ao hotel é revolto, com bastante onda. Como eu não conhecia a região, não sabia como era o repuxo e se tinham buracos, achei melhor não entrar na água, não me senti muito segura e preferi ficar na piscina mesmo.


Caminhando pela praia à esquerda, tem uma parte que o mar é tranquilo e que forma umas lagoinhas calmas. Também não entrei ali, porque no dia, estava começando a chover com relâmpagos e decidimos voltar, mas parecia ser um bom lugar para aproveitar o mar.



Piscina


A piscina do Vila Galé é demais, enooorme... mesmo com bastante hóspedes, não senti a piscina lotada em nenhum momento. Ela tem várias alturas, prainhas e partes mais fundas. Como quase todo resort do Nordeste, tem os horários que recreadores ensinavam axé na piscina ou faziam brincadeiras e desafios com a criançada e adultos. Como não curtimos muito esta parte, ficávamos só olhando.


Quando fomos, a música auge, que tocava toda hora era "Metralhadora" da Banda Vingadora. Sempre ensinavam a dançar esta música, saí de lá sabendo ela inteirinha, de cor... Fiquei impressionada em como os recreadores dançavam bem, pareciam até bailarinos de bandas de axé.


As crianças amavam aqueles piscinão, vimos muitas chorando quando os pais queriam ir pro quarto rsss



Spa


Decidimos guardar uma tarde para aproveitar o spa do hotel, fazer uma massagem e ficar curtindo a piscina aquecida e jacuzzi, que estão incluídas para os hóspedes que comprarem algum tratamento no spa.




Escolhemos uma massagem relaxante... deliciosa... a vontade é que não acabasse nunca.


Depois, ficamos curtindo praticamente sozinhos a piscina aquecida do spa e a jacuzzi até enjoar. Lá tem, ainda, sauna, banho turco e ducha vichy.



PASSEIOS


Praia do Forte + Passeio de Quadriciclo + Castelo Garcia D'Avila


No entorno do Vila Galé Mares não tem nada para fazer a pé. O negócio é aproveitar a estrutura do resort e a praia. Mas razoavelmente perto dali, há 20km, está a Praia do Forte. Na recepção do Vila Galé tem umas 2 ou 3 agências vendendo transfers até a Praia do Forte, além de passeios por lá, como mergulho com snorkel nas piscinas naturais, passeios de bug, quadriciclo, lancha e jeep, voo de parasail, observação de baleias, dentre vários outros. Eu não sabia destas agências no Vila Galé, então reservei tudo com a Agência Portomar, que fica na Praia do Forte, pela internet, com certa antecedência. 


Decidimos fazer um passeio de quadriciclo pelo Castelo Garcia D'Ávila + Reserva Sapiranga, que começou com um treinamento, seguido do percurso por uma trilha até o Castelo Garcia D'Avila, uma espécie de mansão senhoril construída em 1550, cheia de história, uma parte muito triste, ligada à tortura de escravos. Hoje, o castelo em si está só em ruínas. Apenas a capela está bem conservada, pois continua celebrando missas e casamentos.


Dali, seguimos uma trilha por dentro da mata pela Reserva Sapiranga. Começou a cair uma chuva torrencial nesta hora, o que deixou a trilha mais emocionante que já era. Estávamos encharcados correndo pelo mato!! Mesmo com a chuva, foi muito legal! Recomendo muito para quem gosta de aventura. 



Gostamos bastante do atendimento da Portomar, deu tudo certo e eles tem muita variedade de passeios. Recomendo!! Abaixo está a relação de passeios e tarifário vigente em 2016, quando estávamos por lá:



O Transfer até a Praia do Forte foi comprado com uma das agências no Vila Galé. Aproveitamos para conhecer um pouquinho da Praia do Forte, que é muito fofa, enquanto esperávamos o transfer de volta.



RESUMO DA VIAGEM: foi uma ótima viagem para relaxar, descansar na piscina, torrar no sol, comer, comer, comer, beber, beber, beber, não podíamos mais ver comida nos últimos dias de hospedagem. Gostamos da experiência, mas, definitivamente, preferimos viagens mais animadas e intensas, com mais passeios e coisas para fazer, poder sair do hotel e dar uma caminhada por restaurantes próximos, coisas deste tipo, que não encontramos no Vila Galé Mares. Mas, de forma, geral, o lugar é muito bom para o que se propõe. 

0 visualização

© Buena Vida

todos os direitos reservados

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Pinterest
  • Preto Ícone YouTube