• Gabrielle

LONDRES: conhecendo Hyde Park e Kensington Palace



O Hyde Park é um dos Parques mais bonitos da Realeza em Londres, e apesar de enorme, é o 4º parque real em tamanho, ou seja, tem outros maiores que ele.


O lugar é perfeito para uma caminhada no início da manhã, para ver a movimentação dos londrinos fazendo esportes, passeando com suas crianças e bichinhos de estimação... tem muito cachorro passeando, correndo com os donos, brincando de bolinha... mesmo no inverno.


Em uma das extremidades do Parque (extremidade Oeste), fica o Palácio de Kensington, residência dos Príncipes William e Harry. Em outra extremidade (extremidade Sul), fica o Royal Albert Hall, a casa de espetáculos mais renomada de Londres, com quase 150 anos de história e que já recebeu praticamente todos os grandes artistas neste século. E, em outra extremidade (extremidade Leste), fica o Green Park, que tem o Palácio de Buckingham como vizinho.


Para conhecer o Hyde Park e suas adjacências é suficiente um período do dia (manhã ou tarde), talvez até menos. Neste tempo, se consegue passear sem pressa pelos jardins e lagos, passar pelo Royal Albert Hall e pelo Albert Memorial, conhecer o Kensington Palace (se decidir fazer o tour pelo Palácio, pode precisar de um pouco mais de tempo).


No dia de nossa visita ao Hyde Park, decidimos conhece-lo durante a manhã. À tarde, seguimos para Greenwich. Escolhi ir pela manhã, pois estávamos hospedados em Paddington, que fica ali ao lado, então fomos a pé para passear...


Este é um passeio bem gostoso, tranquilo... legal para ir com crianças. No verão, deve ser uma delícia passar em uma Confeitaria e levar uns quitutinhos para tomar o café da manhã no Parque... no inverno, quando fomos, era muito frio para isso.


Abaixo, conto em detalhes como chegar no Hyde Park, o que tem nos arredores, o que fazer, qual percurso seguir e outras inúmeras informações ou curiosidades.


TRANSPORTE SUGERIDO:

METRO + CAMINHADA



Sem dúvidas, o melhor meio de transporte em Londres é o metrô. Rápido, eficiente, confortável e atende todas as principais regiões. Comprando um Oyster Card, as passagens não ficam tão caras.

Dica valiosa: reserve um hotel que tenha estação de metrô próxima, na região 1 (para gastar menos com as passagens). A meu ver, é mais vantajoso ter uma boa estação pertinho, do que estar localizado em um bairro turístico.

  • Para chegar em Hyde Park, embarque na Estação de Metrô mais próxima de seu hotel e desembarque em uma das Estações de Chegada sugeridas acima.

  • Ao final, para seguir para o próximo destino, hotel ou ponto turístico, embarque em uma das Estações de Retorno sugeridas acima, e desembarque na estação mais próxima do seu destino.


Como estávamos hospedados em Paddington, nosso trajeto até o Hyde Park foi a pé, pois são apenas 5-10 min. de caminhada.


Nós optamos por retornar do Hyde Park com o Red Bus Double Decker (detalhes no final do post). Apesar de o trajeto ser bem mais lento, se comparado ao metrô, eu queria andar nos famosos ônibus vermelhos londrinos, jamais perderia esta experiência.


HORÁRIO DE INÍCIO SUGERIDO:

9:00 AM


Para este passeio, não há necessidade de sair muito cedo do hotel. Às 9:00h é suficiente para conhecer tudo com calma e encerrar no final da manhã.


PERCURSO SUGERIDO:

MAPA ABAIXO


Como comentei ali em cima, é possível conhecer o Hyde Park e suas adjacências em um período do dia (manhã ou tarde). Nós saímos do nosso hotel em Paddington às 9h, iniciamos o trajeto pela Serpentine, caminhamos sem pressa pelo parque, com paradinha pelo Albert Memorial e Royal Albert Hall, fotinhos dos cisnes no Round Pond, Palácio de Kensington... mas optamos por não fazer o tour guiado por dentro do Palácio. Finalizamos, em menos de 2h, embarcando no Red Bus, no ponto de Kensington Palace.


Abaixo todos os detalhes, informações e curiosidades sobre cada um dos pontos indicados em meu mapa.

ATRAÇÕES / PONTOS TURÍSTICOS SUGERIDOS:



HYDE PARK E KENSINGTON PALACE



HYDE PARK



Localizado no coração de Londres, o Hyde Park, um dos 8 Parques Reais de Londres, oferece inúmeros espaços tranquilos para relaxar e descontrair, caminhar, pegar um sol (no verão)... além de hospedar vários eventos e concertos, como exposições de arte e shows de música, que normalmente ocorrem nos meses quentes.


Os 8 Parques Reais, por ordem do maior para o menor, são:

  • Richmond Park (955 hectares / 9.6 km2)

  • Bushy Park (445 hectares)

  • Regent's Park (166 hectares)

  • Hyde Park (142 hectares)

  • Kensington Gardens (111 hectares)

  • Greenwich Park (74 hectares)

  • St. James's Park (23 hectares)

  • Green Park (19 hectares)


Este Parque abriga vários Memoriais, Fontes e Estátuas (descritas neste link), como a fonte dedicada à memória de Lady Di, a Princess Diana Memorial Fountain.


O lago grande, que fica bem no centro do Hyde Park é chamado Serpentine. Ele é aberto ao público para mergulhos no verão, de junho a setembro -- deve ser uma delícia em dias muito quentes. Neste mesmo lago, também é possível alugar pedalinhos para passear.


Quando estávamos em Londres, era época de Valentine's Day, o que explica o lindo balão em formato de coração voando sobre a galeria de arte Serpentine Gallery nas fotos da galeria acima.


O Hyde Park tem uma longa história como local de protesto, e ainda recebe comícios e marchas até hoje. Para quem tem curiosidade, vale uma visita ao Speakers ’Corner em uma manhã de domingo para ouvir pessoas de todas as esferas da vida compartilharem seus pontos de vista. Eu não fui, mas imagino a vibe da galera que deve ir rsssss.


Um dos lugares que achei mais lindos no Parque foi o Round Pond, um lago redondo, bem menor que o Serpentine, localizado bem em frente ao Palácio de Kensington, onde ficam vários cisnes brancos lindos, patos e outras aves. As crianças e alguns locais se reúnem ao redor deste laguinho para alimentar os cisnes e pássaros que se concentram por ali. Rende fotos lindas e um clima de vida simples bem gostoso.



ALBERT MEMORIAL


Na extremidade sul do Hyde Park fica o Albert Memorial, o memorial em estilo neogótico encomendado pela Rainha Victoria em memória a seu amado e saudoso Albert, o Príncipe Consorte, em razão de seu falecimento em 1861. Este memorial levou 10 anos para ser construído (1872).


Sobre Victoria & Albert - os tataravós de Elizabeth II


A Princesa Victoria, nascida em 1819, cresceu no Palácio de Kensington, se tornou rainha aos 18 anos, ascendendo ao trono após a morte de seu tio, o Rei Guilherme IV. Regeu por 63 anos.


Na foto dá de ver como ela era pitoquinha, tinha apenas 1,50m de altura.


Seus pais, o duque e a duquesa de Kent eram da realeza, mas não ricos. Sabia-se desde cedo, que Victoria provavelmente herdaria o trono, então a pequena Princesa foi supervisionada de perto, de forma até invasiva durante sua infância e adolescência. Ela herdou o trono aos dezoito anos, depois de os três tios paternos terem morrido sem descendência legítima.


Victoria se casou com seu primo-irmão alemão, o príncipe Albert de Saxe-Corburg Gotha; pela conspiração de alguns parentes muito bem organizados. No entanto, foi um casamento baseado em amor genuíno, carinho e interesses mútuos.

O príncipe Albert morreu do que se pensava ser febre tifoide aos 42 anos. Victoria era dedicada ao marido e sua dor era esmagadora. Ela usou preto pelo resto de seu reinado e na década seguinte raramente aparecia em público. Victoria nunca se recuperou totalmente do choque da perda do amado marido. Existem histórias de que ela se aproximou posteriormente de seu servo pessoal, John Brown, mas a natureza exata deste relacionamento é controversa até hoje. Embora nunca tenha negligenciado seus deveres, Victoria foi amplamente criticada por viver em reclusão.


A era vitoriana viu grandes mudanças sociais e políticas na Grã-Bretanha, que se tornou a maior de todas as potências imperiais. Durante seu reinado, o Império Britânico se expandiu até se espalhar pela África, Ásia, Austrália e Canadá.


Como a Rainha Victoria regeu por tantos anos - 63 anos de reinado, ela está muito presente na história e materializada de inúmeras formas em Londres... como na estátua localizada na frente do Palácio de Kensington, onde cresceu; no monumento erguido em sua homenagem em frente ao Palácio de Buckingham... entitulando o Museu que expõe sua coleção de presentes e artigos pessoais (Victoria and Albert Museum), dentre outros tantos locais...

Para mais história, clique aqui (está em inglês, mas o Google Tradutor é quase um intérprete fiel).


  • Curte séries de TV sobre a Realeza, como eu?

A PBS, uma rede de TV norte-americana (os americanos amam a realeza britânica rssss), possui uma série chamada VICTORIA, sobre a vida da Rainha, que faz bastante sucesso nos EUA e Reino Unido e já está entrando na 3ª Temporada, com estréia prevista para 13/01/2019. Os episódios da 1ª e 2ª Temporada estão disponíveis de graça no site oficial da PBS, mas você precisará de um VPN para assistir, pois não roda no Brasil.



ROYAL ALBERT HALL


Bem em frente ao Albert Memorial, fica o Royal Albert Hall (seus fundos), a casa de espetáculos mais famosa e querida de Londres, com uma das arquiteturas mais valorizadas e distintas do Reino Unido, tendo como ponto alto, na opinião de muitos, a sua cúpula de vidro.


Inaugurado em 1871 pela Rainha Victoria, em homenagem ao amado marido Albert (era muito amor!), que havia morrido 6 anos antes, o Salão era originalmente chamado de Central Hall of Arts and Sciences, mas o nome foi alterado para Royal Albert Hall of Arts and Sciences quando a Rainha Victoria colocou a pedra fundamental da futura construção, em 1867.


Desde a sua inauguração, a Casa de Espetáculos já recebeu os principais artistas do mundo, de vários gêneros performáticos. Além de shows de música, o Royal Albert Hall já recebeu óperas, ballet, premiações, premiéres de filmes, festivais e exibições de cinema, apresentações circenses, eventos de esporte, como tenis, UFC e até lutas de sumô, dentre outros tantos espetáculos já performados por ali. Até Anitta já se apresentou - falem o que quiserem, mas ela é muito guerreira e obstinada!



Para quem tem interesse em tour guiado pelo interior do Royal Albert Hall, todas as informações de tour podem ser vistas neste link. Apesar que eu recomendo conhece-lo em uma noite de show/evento, para ve-lo em toda sua plenitude e ainda fazer um programinha diferente na cidade.


CIRQUE DU SOLEIL - OVO - NO ROYAL ALBERT HALL


O Cirque du Soleil se apresenta anualmente no Royal Albert Hall, com um show sendo realizado todo mês de janeiro e fevereiro desde 2003. O Cirque teve que adaptar muitos de seus shows para se apresentar no local, modificando o set, geralmente construído para arenas ou grandes tendas.


Eu e o B adoramos os espetáculos do Cirque du Soleil e tivemos muita sorte, pois viajamos para Londres em fevereiro, nos últimos dias de apresentação de OVO, um show baseado na vida de insetos super coloridos. Então, além de poder assistir ao Circo que tanto gostamos, tivemos a chance de conhecer a Casa por dentro, sem precisar fazer o tour guiado.



Se você estiver em Londres em janeiro e fevereiro e quiser unir um espetáculo do Cirque du Soleil com a possibilidade de conhecer o Royal Albert Hall por dentro (ou outro evento, em outra época do ano), é bom se planejar com um pouco de antecedência, já que os ingressos para o auditório de 5.500 lugares esgotam-se rapidamente o ano todo. Praticamente todos os ingressos podem ser comprados pela internet, com cartão de crédito internacional.



KENSINGTON PALACE


O Palácio de Kensington é residência de membros da família real britânica por mais de três séculos. A rainha Victoria passou sua infância aqui. Ela se mudou para o Palácio de Buckingham apenas em 1837, aos 18 anos, quando foi coroada. Kensington mais tarde tornou-se o lar da realeza menor, incluindo sua filha, a talentosa escultora Princesa Louise.


Os moradores mais recentes incluem Diana, Princesa de Gales; a Princesa Margaret, irmã da Raina Elizabeth II; e atualmente, o Duque e a Duquesa de Cambridge e seus filhos, e o Duque e a Duquesa de Sussex, mais conhecidos como William e Kate; Harry e Megan.


É possível fazer um tour guiado por seu interior (das 10:00 às 18:00) - mais informações no site oficial.


Condomínio de Kensington


Hoje, o Palácio de Kensington funciona como um verdadeiro condomínio, onde moram 15 membros de três diferentes gerações da realeza britânica. O site Business Insider fez um layout bem legal e ilustrativo:

* atualizado até 07/05/2018


  • Apartament 1A – residência de príncipe William, Kate Middleton, e os príncipes George, Charlotte e Louis

O Príncipe William e sua família vivem na maior ala da imensa propriedade, com vinte suítes só para eles.

  • Nottingham Cottage: residência de Príncipe Harry e Meghan Markle

A parte da propriedade que cabe a Harry e Meghan Markle tem sido chamada de lar pelo irmão de William desde 2013. Meghan se mudou pra lá após o anúncio do noivado, em novembro de 2017.

  • Ivy Cottage: residência de Princesa Eugenie e Jack Brooksbank

A filha mais nova do Príncipe Andrew (irmão do Príncipe Charles) irá se mudar para o Palácio de Kensington após seu casamento, em outubro de 2018.

  • Apartament 1: duque e duquesa de Gloucester

O duque de Gloucester, um dos primos da rainha Elizabeth II, mora no Aparment 1, que tem 21 quartos, com sua esposa.

  • Apartment 10: príncipe e princesa Michael de Kent

Também primo da rainha Elizabeth II, o príncipe mora na construção principal do palácio com sua mulher, que é conhecida por princesa Michael. O apê conta com cinco suítes e cinco salas de recepção.

  • Wren House: duque e duquesa de Kent

O duque de Kent, irmão mais velho do príncipe Michael, também mora no Palácio de Kensington.


Obs.: a Rainha Elizabeth II e o Príncipe Philip moram no Palácio de Buckingham. Já o Príncipe Charles e sua esposa, Camilla Parker Bowles, moram na Clarence House, em frente ao St. Jame's Park.



VICTORIA AND ALBERT MUSEUM



Como é bem próximo do Hyde Park e do Palácio de Kensington e na vibe das histórias da Rainha Victoria, não posso deixar de comentar aqui sobre o Victoria and Albert Museum, ou apenas V&A, que fica um pouquinho mais ao sul do Royal Albert Hall. Nós visitamos este museu no último dia da viagem, que reservamos apenas para Museus, mas você pode visita-lo no mesmo dia que estiver passeando pela região de Kensington.


A entrada é gratuita. O difícil é sair, porque ele é muito grande.


Este é um museu bem eclético e interessante, enorme, reconhecidamente o maior em arte e design no mundo, exibindo 5.000 anos de arte, desde os tempos antigos até o presente, muitas das quais foram presentes dados aos Reis da Grã-Bretanha.


Divide-se em 4 grandes departamentos: 1) Ásia; 2) Móveis, Têxteis e Moda; 3) Escultura, Metalurgia, Cerâmica e Vidro; e, 4) Palavra & Imagem


Dica: como vários museus do mundo, também aqui é possível comprar pôsters de reprodução autorizada de obras, para decorar a sua casa e ser uma lembrança constante da viagem.



RED BUS DOUBLE DECKER



Uma experiência imperdível em Londres, quase tão essencial como a foto na cabine telefônica vermelha, é uma voltinha com o tradicional ônibus vermelho, o Red Bus Double Decker.


Eu li em algum blog (esqueci de anotar qual), que um trajeto legal de fazer com o Red Bus é entre Kensington até Trafalgar Square, com o ônibus da Linha 9, sentido Aldwych, pois passa por lugares bem bonitos, como a Avenida que divisa com o Hyde Park ao sul, também pela margem do Green Park, pela Avenida Piccadilly e pela Trafalgar Square.


Então, após nosso passeio pelo Hyde Park e Kensington Palace, embarcamos no Red Bus para desembarcar na Trafalgar Square.


Para fazer o mesmo trajeto que nós fizemos, o mapa abaixo ajuda a entender onde fica o Ponto de Ônibus em Kensington. É fácil: estando de frente para o Palácio de Kensington, pegue a esquerda até sair do Hyde Park, vire à direita até chegar em frente ao Hotel Royal Garden. Bem em frente a este hotel fica o Ponto de ônibus chamado Kensington Palace - Stop M - embarque aí. Ônibus passa o tempo todo.



O mapinha abaixo mostra o trajeto que fizemos até Trafalgar Square. Descemos no Ponto B, não tem erro. Quando ver a Estátua de Nelson, na praça, ao longe, já aperta o botão para descer.



Aproveite e tenha uma ótima viagem!!

90 visualizações
YWhj%cl6QLWFIyAxceIPEg_thumb_13dc
+iEOnk7vTTm3ms8HBSdCdg_thumb_13dd
DZm996kAS1G7%BlWUP6GIQ_thumb_13d1
rec._arquipelogo_DSC03521
5
SdiMxw%LQMiKYcsYo0wsPA_thumb_13d8
Vegas
tCwfrUJwTb+tp+A5qe8sZQ_thumb_13cb
3
rec._arquipelogo_DSC03548
UNADJUSTEDNONRAW_thumb_13d5
sGruLyXjSzG5lHGt+9%3Mw_thumb_13db
pesca_piranha_thumb_IMG_3577_1024
7Vh5fDRxQDWJ4OPN6vmkkQ_thumb_13d4
thumb_IMG_3612_1024
UNADJUSTEDNONRAW_thumb_13da
thumb_DSC03637_1024
nascer_sol_thumb_DSC03896_1024
thumb_IMG_6785_1024
+2TSFD0vQ5iJ84ZZoZHHFg_thumb_13d6
1
G4C%yqxuQ1Kyeq3vFPkQ0Q_thumb_13cd
UNADJUSTEDNONRAW_thumb_13d3
thumb_IMG_6920_1024
UNADJUSTEDNONRAW_thumb_13d7
Z4fkfmLdRUqe5OoonmcK5g_thumb_13d9
2
ldfpDe6eSLS5W4bGlEEfBw_thumb_13ca

© Buena Vida

todos os direitos reservados

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Pinterest
  • Preto Ícone YouTube